[ editar artigo]

Como operacionalizar de forma simples uma videoaula

Como operacionalizar de forma simples uma videoaula

Durante a atual pandemia da Covid-19, e até mesmo antes dessa, diversos institutos de ensino, como escolas e faculdades, passaram a adotar o sistema de videoaulas.

Dessa forma, novas práticas tiveram que ser adotadas para a manutenção da qualidade do ensino, mesmo que a distância.

Veja como operacionalizar o formato de videoaula de maneira simples!

Planeje sua aula

Antes de tudo, ter um planejamento em mãos é fundamental para não se perder! Decida o tema e os assuntos a serem abordados para aquela videoaula. Estude esse planejamento diversas vezes.

Assim, a aula ocorrerá em um ritmo mais constante, sem pausas. Além disso, é importante ter um tempo definido para cada tema abordado.

Treine sua didática

Nas aulas online, o método de ensino é diferente do presencial. Por isso, é necessário se adaptar ao novo modelo: treine de algum modo! Seja sozinho, na frente do espelho ou com a família em casa.

Porém, não se esqueça de, na hora de apresentar a aula, adaptar-se ao modo que o ensino a distância exige.

Escolha equipamentos adequados

A qualidade dos equipamentos a serem utilizados no ensino a distância é importante para a qualidade da aula. Ter em mãos bons dispositivos é importante para manter os alunos focados nas aulas.

Além do mais, dispositivos ruins dificultam o entendimento da matéria, podendo prejudicar os estudantes. Fique atento à qualidade e resolução dos vídeos! Se os alunos não puderem visualizar sua aula, não faz sentido fazê-la! Ao gravar o vídeo, observe se é possível enxergar o que é ensinado.

Mantenha-se em um ambiente adequado

O lugar escolhido para a gravação da videoaula tem um papel muito importante. Ruídos externos podem prejudicar o andamento, já que, muitas vezes, poderão omitir a voz do educador.

Além disso, é importante pensar no próprio conforto. Definir um lugar em que você não se incomode com fatores externos ao ensino ajuda no seu próprio foco e no dos estudantes.

Outros motivos que podem influenciar na qualidade do ensino a distância são a luminosidade e a temperatura do ambiente. A luz, se muito forte ou muito fraca, pode ser uma distração e a temperatura pode incomodar o instrutor.

Seja criativo!

Pensar em diferentes métodos de conduzir uma videoaula é interessante. Mudar alguns esquemas "tradicionais" de dar aula pode entreter o aluno, fazendo com que ele aproveite o momento.

Crie estratégias para o desenvolvimento: pense em exemplos práticos e use o humor (mas não abuse). Além disso, diversifique o formato utilizando fotos, desenhos e explicações empolgantes. Dar uma aula de química em um laboratório, por exemplo, pode manter o aluno mais atento, além de ser uma técnica didática mais interativa.

Por último, tente editar de uma maneira que mantenha a atenção. Não foque apenas no conteúdo, mas também na forma que é ensinado. A edição é fundamental para definir o ritmo de sua aula e, ao editar, você pode colocar alguns elementos que ajudam na explicação.

Qual ferramenta usar?

Não existe uma ferramenta específica para fazer aulas online durante o ensino a distância, mas priorize aquelas que são mais conhecidas como o Movie Maker para edição, e o YouTube para a divulgação.

Esses são só alguns exemplos entre vários. Utilize meios que você já conhece e que já saiba como mexer, para não ter riscos de ser prejudicado.

E as aulas ao vivo?

Algumas instituições de ensino têm aproveitado plataformas para dar aulas ao vivo. É uma ótima estratégia de ensino a distância, já que mantém a dinâmica de sala de aula. Entretanto, existem algumas interrupções que têm como ser resolvidas com algum tempo de prática.

Professores Exponenciais
InterEDTech Tecnologias Educacionais
InterEDTech Tecnologias Educacionais Seguir

Promovemos oportunidades de novos negócios educacionais para Instituições de Ensino Superior a partir da oferta de cursos remodelados para atender as principais tendências profissionais e acadêmicas.

Ler conteúdo completo
Indicados para você